O blogue sobre divulgação, promoção e cultivo de várias espécies de plantas frutíferas pouco comuns em Portugal.

Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2012

Um fruto que provei há uns tempos e que me era completamente desconhecido foi o Araçá.

Um colega deu-me vários frutos (da espécie vermelha), que ele colheu no seu quintal (foto em cima).

Pareceram-me bastante saborosos, parecido a manga e banana, e pelo facto de ele me ter dito que apesar de ser uma espécie exótica se dava bastante bem no quintal dele, guardei umas sementes para poder semear brevemente. Entretanto, ele acabou também por me dar uns pés já grandes da espécie amarela (fotos em baixo). Já reparei que estas duas espécies existem á venda em hortos.

 

Sementes de araçá vermelho. Vamos experimentar semeá-las brevemente.

 

Apesar de estarem um pouco murchos vamos ver se começam a ganhar força agora na primavera

Classificação científica

 

* Reino:   Plantae

* Divisão: Magnoliophyta

* Classe:  Magnoliopsida

* Ordem:  Myrtales

* Família: Myrtaceae

* Género: Psidium

* Espécie: Pisidium. cattleianum

 

O araçá (Psidium cattleianum) é o fruto de uma árvore de pequeno porte chamada araçazeiro, nativa do Brasil, da amazónia ocidental, que pertence à família das Myrtaceae aparentada com a goiabeira (Psidium guajava). Esta árvore com folhagem perenifólia ou semidecídua vive em ambientes húmidos e com muita luz solar. Os frutos, do tipo baga, de 3 a 4 cm de comprimento, têm dezenas de pequenas sementes embutidas na polpa branca; dependendo da variedade, são amarelos ou vermelhos, sendo estes últimos em regra os mais doces.

 

Araçá vermelho
Araçá amarelo

 

No Brasil, o nome comum araçá também se aplica a outras árvores do género Psidium; daí que lá se usem, para diferenciar esta árvore, nomes compostos como araçá-doce, araçá-de-comer, araçá-de-cora, araçá preto, araçá boi,  etc .

 

São plantas de crescimento rápido que resistem a geadas inferiores a 0 graus, desenvolve-se bem em qualquer altitude. O solo pode ser profundo, húmido, neutro, com constituição arenosa ou argilosa e até pedregoso, porém, deve ter boa fertilidade natural. A árvore inicia a frutificação a partir do 2ª ano para a maioria das espécies e a partir do 4ª ano no caso do araçá-icica e araçá-una.

 

Um araçazeiro

Os frutos podem ser consumidos ao natural, em sumos, gelados e compotas.

Têm um teor de vitamina C proporcionalmente quatro vezes maior que os frutos cítricos, são ricos em minerais como o cálcio, fósforo e ferro. Fruto indicado para a prevenção e combate á osteoporose, descanso mental e anemia.

tags:
publicado por Marco Rebelo às 14:20
link do post | comentar | favorito

Viva
Tenho um araçazeiro amarelo e um vermelho em vasos, numa varanda com muita exposição solar. O amarelo está carregado de frutos mas o vermelho embora tenha dado inúmeras flores estas não frutificaram. Vivo no Algarve. Já agora aproveito para perguntar se sabe onde se pode conseguir em Portugal babaco, um hibrido da papaeira, originário do Equador, estéril e que só se propaga por estacas. É muito mais resistente ao frio e deve-se dar bem em Portugal.
Cumprimentos
Gastão Silva a 3 de Agosto de 2012 às 22:25

Aracás vermelhos tenho vários ainda pequenos nascidos de sementes de frutos que me foram dados por um colega o ano passado. Parece ser uma variedade que frutifica bastante bem pelo que esse meu colega me contou.
Sobre o babaco não conheço nem nunca vi á venda esta planta em parte nenhuma. É uma daquelas espécies raras e exóticas que provavelmente ainda não existirá em Portugal.
Em todo o caso se alguém ler os nossos comentários e tiver conhecimento sobre isto pode comentar.
Um abraço! Cumprimentos!

Aqui no Brasil perto de casa dá tanto que ica estirado no chão. As pessoas não dão valor e acaba indo para o lixo.
desentupir a 2 de Julho de 2013 às 15:10


mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
20
21
22
24
25

26
28
29


últimos comentários
Olá CarlosPor experiencia própria sei que os parda...
Olá boa tarde, tenho cerca de 100 pés de goji e es...
Bom diaHá muito a dizer sobre esta temática
Obrigado pela informação, vou consultar.Abraço
Obrigado!Este blog surge com informações sobre goj...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro