Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BAGAS GOJI

O blogue sobre divulgação, promoção e cultivo de várias espécies de plantas frutíferas pouco comuns em Portugal.

O blogue sobre divulgação, promoção e cultivo de várias espécies de plantas frutíferas pouco comuns em Portugal.

BAGAS GOJI

24
Ago13

BAGAS DE GOJI: COLHEITA 2013

Marco Rebelo

Tempo de colheita dos gojis lusitanos cá do quintal. É neste mês que os gojis produzem a maior quantidade de frutos. Apesar disso, ainda se vêem muitas flores nos ramos e em setembro e outubro haverá em principio mais alguns gojis para apanhar.

 

Ataque de pardais

 

Comparando com o ano passado, este ano os gojis produziram uma quantidade um pouco maior. Mas nem tudo correu bem. O ataque dos pardais foi o maior problema. Por razões estranhas, e apesar de terem sido utilizadas várias formas que os manter á distância, uma boa parte dos gojis acabou mesmo por ser comida por estas aves.

Para o próximo ano têm de ser tomadas medidas mais eficazes para tentar evitar melhor este problema. Talvez um tipo qualquer de rede de protecção ou outro tipo de artimanha.

Por agora há que apanhar os gojis restantes. Ultimamente os pardais não têm aparecido muito. Talvez tenham ido de férias para algum lado...{#emotions_dlg.style}

 

A desidratação

 

Ao contrário dos gojis frescos, os gojis secos têm a vantagem de poder ser guardados durante algum tempo sem se estragarem.

Ainda não foi feita uma experiência real de secagem das bagas. O método de secagem das bagas ao sol pode acarretar vários inconvenientes: pode demorar vários dias, levando á oxidação e deterioração das bagas; é um processo que pode implicar contaminação com insectos e poeiras se não forem tomadas certas precauções. O ideal será um processo de secagem que dure no máximo 48 horas para evitar perdas nutricionais.

Creio que o metodo mais eficaz e higiénico será utilizar um aparelho eléctrico normal de desidratação de alimentos.

 

Como utilizar as bagas

 

Depois de estarem bem maduras podemos misturá-las em saladas de fruta, batidos, iogurtes, etc.

 

 
 
 

22 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D