O blogue sobre divulgação, promoção e cultivo de várias espécies de plantas frutíferas pouco comuns em Portugal.

Terça-feira, 16 de Abril de 2013
Feita a sementeira, a germinação ocorreu com 20 dias mais ou menos. Após terem desenvolvido as primeiras folhas, as physalis foram retiradas com cuidado do vaso de onde germinaram e colocadas individualmente em vasos pequenos e potes. O tempo começa a aqueçer e agora é esperar que cresçam mais um pouco. Mais tarde, quando tiverem cerca de 15-20 centímetros podem ser facilmente mudadas para os locais definitivos. Se nos sobrarem muitas, podemos sempre oferecê-las. Devemos escolher uma zona com muito sol e protegida de ventos fortes. Quanto ao tipo de terreno a physalis não é exigente, não precisa de ser muito fértil mas convém ter boa drenagem e de preferência ligeiramente arenoso.
 
 
  

Ao plantar a physalis ter cuidado para espaçar cerca de 1 metro cada planta para que se possam desenvolver convenientemente e frutificar. Podem ser plantadas junto a um muro para ficarem mais resguardadas do vento. Mais tarde se houver necessidade podem ser usados cordéis ou arames e estacas enterradas no chão para suportar as plantas. O vento é o principal factor a ter em conta já que a physalis é muito delicada e facilmente parte com ventos fortes.

O ciclo de cultura de cada planta é de cerca de 2-3 anos em climas amenos. Após este periodo tanto a produtividade como a quantidade de frutos diminui.

Em principio daqui a 4 meses vão dar frutos.

 

tags:
publicado por Marco Rebelo às 14:56
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
25
26
27

29
30


últimos comentários
Olá CarlosPor experiencia própria sei que os parda...
Olá boa tarde, tenho cerca de 100 pés de goji e es...
Bom diaHá muito a dizer sobre esta temática
Obrigado pela informação, vou consultar.Abraço
Obrigado!Este blog surge com informações sobre goj...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro