O blogue sobre divulgação, promoção e cultivo de várias espécies de plantas frutíferas pouco comuns em Portugal.

Domingo, 5 de Agosto de 2012

A viagem continua...

Depois de termos feito uma paragem para visitar a árvore centenária de Veiros, vamos continuar o passeio.

Vamos prosseguir em direcção a Murtosa, com destino a São Jacinto num trajecto de cerca de 28 kms. Podemos usar a bicicleta e ir pela via ciclável construida há poucos anos e que nos vai levar directamente até á ria e ao mar. Esta terra foi abençoada pela geografia plana e podemos percorrer grandes percursos facilmente. A única subida que teremos pela frente será a ponte da Varela. Ir de bicicleta tem a vantagem de ir observando mais calmamente a natureza que nos vai rodeando pelo caminho e ir aproveitando para parar e descansar durante o percurso.

 

Mapa do trajecto.
 

Inicio da via ciclável. São cerca de 17 Kms até á praia.

   

Um dos inúmeros braços da ria.
 
A via ciclável corta pelo meio de pinhais e de terrenos agricolas. Já se vê a ponte ao fundo.
  
Ponte da Varela.
 
A ponte oferece segurança para quem passeia a pé ou de bicicleta.
 
Vista da ria do cimo da ponte.
  
A ria oferece uma vasta variedade de vida vegetal e animal. Flamingos na foto.
 

Á medida que vamos avançando, a grande variedade de flora e de fauna torna-se evidente. É uma região especialmente rica em aves e pode considerar-se uma zona de importância internacional, reconhecida como Zona de Protecção Especial. Além das cegonhas brancas, dos milhafres pretos, das garças, até existe uma colónia de flamingos que se estabeleceu a alguns anos atrás. Esta colónia de flamingos na ria de Aveiro tem crescido de ano para ano. As aves vêm do sul de Espanha e encontram nesta zona húmida de Aveiro condições ideais para se estabelecerem e reproduzirem. Aqueles que se observam na Ria têm uma pelagem mais clara do que o cor-de-rosa caracteristico devido ao tipo de alimentação, dizem.

 
Deixámos a ponte para trás e seguimos em direção á Torreira sempre pela pista.
 
Garboso, esbelto e único no mundo. O barco Moliceiro.
 

Chegámos á Murtosa. Toda a gente conhece os barcos moliceiros. Ainda se vêm na ria, são usados agora para passeios e turismo. Antigamente eram usados na apanha do moliço que era usado para fertilizar as terras agricolas. Mas à medida que as dificuldades de sobrevivência foram aumentando, agravadas por um grande declínio da apanha do moliço na Ria, a partir da década de 60, uma grande parte da população imigrou, principalmente para os EUA.

Actualmente o meio de subsistência desta região é a actividade agricola e piscicola.

 

Mas a Ria, não é a única riqueza desta terra, também o oceano Atlântico que banha toda esta costa, com praias de areias douradas e finas desde Ovar até Mira, oferece todo um património natural vasto e que faz deste território um dos mais belos e apetecíveis do país.

 

A Torreira fica entre a ria e o mar. Vista da marginal.
 
Chegamos á praia da Torreira.
 
A praia da Torreira tem um extenso areal.
 
Vista da Torreira do outro lado da Ria.
 

A Ria de Aveiro estende-se, pelo interior, paralelamente ao mar, numa distância de 47 kms e com uma largura máxima de 11 kms, no sentido Este-Oeste, desde Ovar até Mira.

A Ria é o resultado do recuo do mar, com a formação de cordões litorais que, a partir do séc. XVI, formaram uma laguna que constitui um dos mais importantes e belos acidentes hidrográficos da costa portuguesa.


Mas vamos deixar a praia e continuar. A partir de agora a pista acaba e vamos seguir por estrada até São Jacinto...
tags:
publicado por Marco Rebelo às 21:43
link do post | comentar | favorito

Olá
Conheço bem esta zona mas como já algum tempo não passo por lá, desconhecia a via ciclavel......excelente ideia !

Este FS também estive a ver a via ciclavel que vai de Esmoriz até ao Furadouro; depois é só uns «metros» e liga a esta até S. Jacinto....e tudo plano!

Se há dinheiro bem investido...este será certamente um bom exemplo.

Cumprs e bons passeios.
ce.borges@clix.pt a 6 de Agosto de 2012 às 09:14

Esse troço que falas andava em construção há pouco tempo. Não sei se está já concluido. Foi uma boa ideia em construir e espero brevemente experimentar.
Um abraço!

Viva
Em termos de alcatrão, está pronto; tem uns passadiços em madeira a aguardar a sua conclusão.

Um destes dias ainda nos encontrámos por lá...a pedalar. :-)

Abraço
sansoni7 a 6 de Agosto de 2012 às 13:51

Bem...

Nem comentários nem novos posts...«cheira-me» a férias.

Boas Férias, que eu continuo a transplantas gogis...LOL

Cumprs
Sansoni7 a 13 de Agosto de 2012 às 12:22

É mesmo isso. Férias. Nada de especial a relatar por agora. Talvez brevemente.
Boa sorte com os gojis.
Cumprimentos também para ti.
Marco Rebelo a 13 de Agosto de 2012 às 19:20


mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

20
22
23
24
25

26
27
28
30


últimos comentários
Olá!Não sei se existe alguma espécie verde. As phi...
Gostaria de saber se o phisalis demora pra ficar a...
Olá!Nesta altura do ano ela já não vai crescer mai...
Ola, tudo bem?Tenho um pezinho ainda novinho, mas ...
Eu vivo na região de Aveiro, mais propriamente em ...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro