O blogue sobre divulgação, promoção e cultivo de várias espécies de plantas frutíferas pouco comuns em Portugal.

Segunda-feira, 17 de Março de 2014

Com o aproximar da primavera é tempo de arregaçar as mangas e dar inicio aos trabalhos na nossa horta. Trabalhar no quintal ou no jardim e “mexer” na terra pode ser uma actividade compensatória, além de relaxante.
Altura certa para fazer sementeiras, para fazer uma limpeza nos terrenos e jardins, retirar ervas daninhas, estrumar e adubar quase todas as plantas mesmo aquelas que se encontram em vasos e floreiras.

Março é o mês ideal para plantar uma das espécies mais saborosas e saudáveis: os morangos. Os morangos podem ser plantados em várias alturas do ano, dependendo da espécie.
Tal como acontece com outras plantas horticulas, os morangos precisam de algum frio no inverno para poderem frutificar convenientemente no verão.
Os pés de morangueiro existentes cá em casa têm já vários anos e como tal está na altura de os renovar por outros novos.
Assim, foram comprados cerca de três molhos de morangueiros da espécie “diamante”. É uma espécie capaz de produzir durante todo o verão e parte do outono.
Podem ser adquiridos numa loja de plantas ou num horto. Cada molho trás cerca de 20 pés e pode custar entre 3 a 4 euros. Foram usadas floreiras, que além de serem práticas permitem mais tarde manter os frutos suspensos livres de humidade, lesmas e insectos. Como sempre foi usada terra solta do quintal misturada com turfa e algum estrume. Depois é só regar e esperar. Adubar quando começarem a crescer e voltar a adubar no inicio do verão.


Boas plantações! Boas sementeiras! Bons morangos!

 

Ter morangos em jardineiras pode ser mais prático porque os frutos ficam sempre á mão
 

Ter um cão de guarda vai dar jeito para mais tarde espantar os melros comedores de morangos. Não é preciso ser um cão muito grande... {#emotions_dlg.sarcastic}

tags:
publicado por Marco Rebelo às 18:20
link do post | comentar | ver comentários (5) | | | favorito

Sexta-feira, 31 de Agosto de 2012

Uma sobremesa saudável e fresca com alguns frutos desta época apanhados do quintal. São saborosos, nutritivos e neste caso económicos, eles são os morangos, os physalis e os gojis.

Vamos fazer várias combinações á medida que formos tendo outros frutos maduros.

 

Morangos, physalis e bagas de gojis frescas
publicado por Marco Rebelo às 20:10
link do post | comentar | ver comentários (3) | | | favorito

Segunda-feira, 11 de Junho de 2012

Ao contrário de algumas frutas que temos acompanhado menos conhecidas, esta de certeza já todos nós conhecemos. São os morangos. É uma espécie muito comum e muito cultivada em todo o mundo, e é frequente vê-la nos nossos quintais.

Por estarmos agora na época deles e por ser uma espécie que merece um destaque especial por produzir frutos deliciosos e suculentos que tanto miúdos como graúdos gostam, vale a pena falar um pouco mais sobre ela. Desta forma procurando também de alguma maneira incentivar o seu cultivo nas nossas casas. Não é necessário muito espaço nem grandes cuidados nem trabalho para podermos ter morangos caseiros.

 

Frutos
 

Os morangueiros que tenho em casa são da espécie "fragaria ananassa" que é uma espécie híbrida (cruzada com várias espécies) muito utilizada na agricultura por ter elevada produtividade e resistência a pragas. São provenientes de um único vaso de três pés adquirido num horto á cerca de 4 anos atrás.

Por ter pouco espaço no quintal coloquei-os em floreiras rectangulares de plástico. Têm a vantagem de a maioria dos frutos ficarem suspensos fora dos vasos evitando a humidade e o ataque de lesmas, caracóis, insectos, etc.

São plantados todos os anos no inicio de Março, aproveitando os "filhos" novos das guias do ano anterior. Há quem recomende que devem ser cortados logo que aparecem para que as plantas ganhem mais força melhorando assim a produção. Pessoalmente pela experiência que tenho não acredito muito nesta teoria. Verifico todos os anos, apesar de produzirem bastantes guias e posteriormente "filhos" a produção de frutos nunca é comprometida, pelo menos de maneira significativa. Evito ao mesmo tempo a compra de novas plantas todos os anos.

 

 Flores e frutos

 

Classificação Cientifica:
 
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Rosales
Familia: Rosaceae
Subfamilia: Maloideae
Genero: Fragaria

 

Originário da Europa, o morangueiro é o nome comum de um conjunto de espécies, com seus híbridos e cultivares, do género Fragaria L., que produz o morango, incluindo um conjunto alargado de espécies e variedades silvestres. Existem mais de 20 espécies do género Fragaria que recebem a designação comum de morangueiro, com ampla distribuição nas zonas temperadas e sub-tropicais.

 

O morangueiro é uma planta de rizoma estolhoso, cujos frutos, ricos em vitaminas são refrescantes e remineralizantes.

 

O fruto, o morango é carnoso, suculento, de sabor levemente ácido. Destaca-se pela vivacidade da sua cor vermelha com as sementes à superfície e uma coroa de folhas no topo do fruto.

 

Esta planta é caracterizada por ter folhas trifoliadas, flores brancas com cinco pétalas separadas de forma oval a cálice com cinco sépalas, reforçadas por um calículo com cinco divisões. O morangueiro é uma planta muito antiga. Com efeito, já o poeta Virgílio a cantava numa das suas éclogas.

 

 

Apesar de possuir numerosas aplicações medicinais, somos, contudo, levados muitas vezes a levantar um processo a esta rosácea pelo facto de após a ingestão desmesurada vermos o nosso corpo cobrir-se de placas de urticária. Acontece que o fenómeno não é grave e indica apenas que a desintoxicação é de tal modo rápida que as toxinas aparecem á flor da pele provocando erupções cutâneas. Há quem diga que a «urticária que surge em individuos alérgicos a este fruto seria facilmente eliminada habituando o organismo a aceitá-lo a pouco e pouco».

 

 

O morango é rico em vitamina C e, por isso, o consumo da fruta evita a fragilidade dos ossos e a má formação dos dentes. Ele também dá resistência aos tecidos, age contra infecções, ajuda a cicatrizar ferimentos e evita hemorragias. O morango também possui, em menor quantidade, vitamina B5, conhecida como niacina. Ela tem a função de evitar problemas de pele, do aparelho digestivo e do sistema nervoso. Na fruta, também é encontrado ferro, que faz parte da formação do sangue.

 

É um pseudofruto, pois na verdade, o verdadeiro fruto são os "pontos pretos" ao redor do morango, porém, todo o útero do morango se torna carnoso e suculento.

 

 
Os morangos podem ser comidos das mais variadas formas, ao natural, com açúcar ou natas, em sumos, batidos com leite, tartes, compotas, geleias, gelados, bolos e semifrios, etc.

 


Bibliografia:

 

Wikipédia, As plantas nossas amigas, enciclopédia das plantas.

tags:
publicado por Marco Rebelo às 17:35
link do post | comentar | ver comentários (27) | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
contador de visitas
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


contacto

últimos comentários
Ola ja e o quarto ou quinto ano que tenho a minha ...
Interessante. Fica a ideia. Obrigado!
Ainda bem que gostas :D
Tenho uma exploração e tenho alguma dificuldade na...
Uma ideia: Orelhinhas de maracujá roxo https://com...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro