O blogue sobre divulgação, promoção e cultivo de várias espécies de plantas frutíferas pouco comuns em Portugal.

Segunda-feira, 25 de Novembro de 2013

Finalmente há amendoins. A tentativa de semear amendoins não correu muito bem e por isso só agora foram apanhados. Vieram tardios é certo, mas vieram.
Da primeira vez foram descascados e semeados mas acabaram por apodrecer. Depois foi feita nova tentativa mas choveu tanto nos dias seguintes que acabaram por se estragar novamente.
Só á terceira tentativa resultou. Dessa vez foram semeados inteiros com casca. Pelos vistos parece ser a forma mais adequada. A casca exterior mantem as sementes protegidas do excesso de humidade e assim os amendoins lá acabaram por germinar.
Foi uma pequena experiência com apenas dois pés que se tivessem sido semeados mais cedo provavelmente teriam produzido maior quantidade.

 

Foram arrancados com cuidado e depois basta sacudir a terra dos amendoins e colocá-los ao sol para secarem. Assim guardados duram algum tempo e podem ser torrados á medida do necessário. Para torrar bastam 15 minutos num forno a 180 graus.

É uma ideia para quem gosta da amendoins e tem algum espaço vazio desperdiçado no quintal lá de casa.

 

 
 
tags:
publicado por Marco Rebelo às 21:44
link do post | comentar | ver comentários (9) | | | favorito

Segunda-feira, 1 de Julho de 2013

De regresso á experiência dos amendoins. Esta experiência demorou e correu bastante mal. Uma das causas deveu-se a questões climatéricas, nomeadamente o excesso de chuva que se fez sentir há uns tempos atrás. Descascados e semeados acabaram todos por apodrecer por causa de excesso de água no solo. Após isto, experimentei semear mais alguns, mas desta vez inteiros e num vaso, para os manter abrigados da chuva, regando-os só um pouco de tempos a tempos.

Desta vez resultou, talvez por as sementes não estarem em contacto directo com a humidade germinaram todos sem dificuldade. Foram retirados do vaso com cuidado e plantados no quintal.

 

tags:
publicado por Marco Rebelo às 12:19
link do post | comentar | ver comentários (1) | | | favorito

Segunda-feira, 25 de Março de 2013

Desafio seguinte: semear amendoins.


Vou semear apenas 3 ou 4 sementes, só para ver como se comportam cá no quintal e tentar verificar mais tarde se a produção terá interesse em termos de quantidade.


Em primeiro lugar é necessário adquirir amendoins crus. Nem pensar em semear amendoins torrados porque estes não vão germinar!

Os amendoins crus encontram-se facilmente á venda em lojas de comida para animais ou mesmo em alguns supermercados. Vendem-se em pequenos sacos, ainda com casca e são utilizados na alimentação de vários animais de estimação como papagaios e araras.

Para esta experiência basta descascar alguns para libertar as sementes e de seguida semeá-los em vasos pequenos. Quando as plantas crescerem um pouco e estiverem fortes, transplantamo-las para o quintal.

Para o resto dos amendoins crus que sobraram tenho uma ideia…com casca ou sem casca é só colocá-los no forno aquecido e esperar 15 a 20 minutos que torrem...

 

 

Há pessoas que são alérgicas aos amendoins. Pode afectar principalmente crianças e jovens e os principais sintomas podem ocorrer imediatamente ou passadas algumas horas após a ingestão. Entre outros sintomas podem ocorrer: vómitos, inchaço dos lábios, face, garganta e pele e em casos extremos pode levar a um choque anafilático que pode ser fatal, por isso o seu consumo é desaconselhado a estas pessoas.

Como curiosidade, além do cultivo para obtenção do amendoim, esta planta pode ser cultivada também para forragem para animais.


Votos de Feliz Páscoa!

tags:
publicado por Marco Rebelo às 18:04
link do post | comentar | | | favorito

Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2013

PepsiCo vai cultivar amendoim em Portugal (e Espanha)

A multinacional PepsiCo escolheu a Península Ibérica – Portugal e Espanha – para promover o cultivo de amendoim em grande escala. O objectivo é ter uma cadeia de abastecimento mais sustentável para as suas marcas de frutos secos: maior controlo da matéria-prima, redução de dependência e volatilidade do mercado mundial de amendoim e novas oportunidades para a agricultura.

A escolha da Península Ibérica para este projecto deve-se às questões climatéricas, condições de solo e infra-estruturas. O projecto conta com o apoio da Torriba e Agromais, empresas portuguesas, e da espanhola MercoNidera, uma joint venture formada pela Mercoguadiana e a Nidera.

Segundo a imprensa, a introdução do amendoim como nova cultura a grande escala só foi possível depois de dois anos de testes. Um dado importante para este projecto foi a experiência da PepsiCo e dos seus colaboradores no desenvolvimento agrícola e na relação próxima que a empresa mantém, há mais de 30 anos, com os seus fornecedores de milho.

A colheita vai abranger mais de 1.800 hectares de amendoim cultivado já este ano – 300 hectares em Portugal e o resto em Espanha (1.100 hectares em Badajoz e os restantes 400 hectares divididos entre Cáceres, Sevilha, Córdoba e Cádiz).


http://greensavers.sapo.pt/2012/10/08/pepsico-vai-cultivar-amendoim-em-portugal-e-espanha/

 

tags:
publicado por Marco Rebelo às 22:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | | | favorito

Domingo, 17 de Fevereiro de 2013

Muito conhecido sem dúvida o amendoim mas algo desconhecido o seu cultivo. Bom aperitivo para acompanhar uma cerveja fresca enquanto se confraterniza ou se vê um desafio de futebol, comem-se torrados, simples, picantes, doces ou salgados…

Lembro-me na minha infância de os ver no quintal de uma tia minha. Depois de arrancados eram postos ao sol para secarem, guardados numa arca para depois levar ao forno a torrar num tabuleiro de aluminio.

É uma planta que requer calor, bons solos e água. Cultiva-se em Portugal, a sul do país, principalmente na zona do Ribatejo.

Brevemente vamos experimentar semear alguns pés para ver se comemos alguns amendoins do nosso quintal.

 

 

O amendoim é originário da América do Sul, onde existe há milhares de anos. Desempenhou desde sempre um papel importante na dieta alimentar dos Incas e de outros Índios nativos da América do Sul e do México.

Os exploradores Espanhóis e Portugueses que descobriram o amendoim no Novo Mundo, levaram-no para a Europa e posteriormente para África aquando das suas expedições aquele continente. Plantado em diversos países africanos, floresceu e passou a fazer parte das culturas alimentares locais.

 

A planta onde são produzidos os frutos também se chama "amendoim". É uma planta anual, com 15 a 70 cm de altura, que pertence à família das Fabáceas (Leguminosas) e à espécie Arachis hypogaea. Tem folhas trifolioladas, as flores são de cor amarelo brilhante e a pétala maior, o estandarte, tem manchas arroxeadas que a tornam especialmente atractiva. Após a fertilização, desenvolve-se um caule ou estaca, de 3-10 cm de comprimento que empurra pouco a pouco o ovário para dentro do solo. O fruto é uma vagem que se desenvolve e amadurece melhor debaixo do solo. Dentro das vagens estão as sementes: os amendoins. Têm um sabor forte, amanteigado e semelhante ao da noz.

 

Classificação Cientifica

 

Reino: Plantae

Divisão: Magnoliophyta

Classe: Magnoliopsida

Ordem: Fabales

Família: Fabaceae

Subfamília: Faboideae

Género: Arachis

Espécie: A. hypogaea

  

 

Os amendoins não são “frutos secos”. Do ponto de vista botânico, são legumes e são aparentados com outros alimentos da família das leguminosas, incluindo as ervilhas, lentilhas, grão-de-bico, soja, etc. 

Os amendoins crescem de uma forma fascinante. Começam como sendo uma flor à superfície que, devido ao seu peso, se dobra em direcção ao chão. A flor acaba por se enterrar e é nessa altura que o amendoim se desenvolve. A casca castanha venosa ou a vagem do amendoim contém duas ou três sementes de amendoim. Cada semente de formato oval, ou núcleo, engloba dois lóbulos branco-pálido que estão cobertos por uma pele castanha-avermelhada.

Existem várias variedades de amendoins, destacam-se as variedades: Virginia, Española, Amendoim malgache, Amendoim kersting, etc.

A semente do amendoim é rica em nutrientes como: proteínas, zinco, ácidos graxos polinsaturados e vitamina E.

Pela qualidade nutricional, e devido ao seu elevado conteúdo de proteínas é bastante usada na cozinha vegetariana em alternativa á carne.

Os amendoins são usados numa grande variedade de formas, desde a indústria de óleos alimentares á culinária e também utilizadas na alimentação animal.

tags:
publicado por Marco Rebelo às 21:36
link do post | comentar | ver comentários (4) | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
contador de visitas
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


contacto

últimos comentários
Interessante. Fica a ideia. Obrigado!
Ainda bem que gostas :D
Tenho uma exploração e tenho alguma dificuldade na...
Uma ideia: Orelhinhas de maracujá roxo https://com...
Olá!Posso dizer que já comi Tamarilhos e seu Doce,...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro