O blogue sobre divulgação, promoção e cultivo de várias espécies de plantas frutíferas pouco comuns em Portugal.

Terça-feira, 27 de Março de 2012

Um quintal com algumas espécies vegetais de que valerá a pena falar, é o quintal da minha querida Ana Santos.

Residente também ela na zona de Aveiro, possui um terreno bem cuidado junto á sua casa, que para além de alojar alguns animais, crescem lá igualmente uma grande variedade de vegetais horticolas e árvores de fruto comuns usados para consumo caseiro.

Além destas, tem também outras menos comuns, por exemplo alguns pés de Goji, oferecidos por mim, semeados há cerca de um ano. Sobre estes, e no caso particular de um dos pés, verifica-se que este apresenta uma boa folhagem, e além disso tem também alguns ramos com flores já abertas, apesar de ainda estarmos em Março. Normalmente a frutificação dos gojis dá-se só no final do verão.

Poderá isto ser causado por este tempo anormalmente quente e seco que se tem feito sentir para esta altura do ano? Ou o aparecimento destas flores prematuras serão causadas por outro fenómeno qualquer? È dificil chegar a alguma conclusão. Em todo o caso é mais um sinal de que esta espécie se adapta muito bem ao nosso clima.

É interessante e curioso e vamos continuar a acompanhar novos desenvolvimentos, nomeadamente se esta planta chegará a frutificar brevemente ou não.

Ficam as fotos:

 

Um pé de goji
  
Outro pé de goji
  
Botões e flores de goji
 
Flores de goji
 
Mais flores de goji
 
Mais flores de goji vistas de outra perspectiva
 
Na primavera o marmeleiro ganha rebentos novos
 
Depois de ter perdido as folhas por causa das geadas, o tamarilho começa a rebentar
 
Framboesas
 
Um mirtilo que começa a rebentar
publicado por Marco Rebelo às 13:32
link do post | comentar | ver comentários (6) | | | favorito

Terça-feira, 20 de Março de 2012
 

Chegou a Primavera, estação das flores e de renovação da natureza. Com o fim do inverno os dias voltam a ser mais longos e quentes. É o tempo de regresso das andorinhas. É o tempo em que a natureza se enche de verde, de flores, de cantos de pássaros e os jardins se tornam floridos. As cores e os perfumes da primavera dão uma agradável sensação de leveza ao ambiente.

 

Na agricultura é a altura ideal para a semeadura do trigo, da aveia, centeio e cevada. Altura de semear na nossa horta alguns legumes, o tomate, abóbora, alface, couves, ervilhas, cebolas, couguettes, espinafre, feijão, etc.. No jardim é a altura de semear amores-perfeitos, cravos, crisântemos, dálias, entre outras (do almanaque Borda D´Água 2012).

 

Nesta estação, em que o sol brilha mais e o tempo aquece, vamos aproveitar e continuar as experiências. Vamos semear algumas das nossas sementes: granadilhas, araçás, tamarilhos, anonas, etc, e como não podia deixar de ser também gojis, claro.

Boas plantações!

 
tags:
publicado por Marco Rebelo às 13:07
link do post | comentar | ver comentários (2) | | | favorito

Sexta-feira, 16 de Março de 2012

[...]

- És tu sol? - gritou a Sementinha com tamanha força que ficou rouca.

- Sou, sim, minha amiguinha! Vem depressa, anda!...

A Sementinha perdeu a cabeça com o entusiasmo de se ver libertada. E subiu mais, num esforço sem olhar a canseiras. Cada vez mais e sempre mais, pensando com alegria: “É agora! É agora, sim, tenho a certeza!”

Mal passou a última porta do palácio onde a Terra-Feiticeira a prendera, a nossa amiga ficou tonta com a luz e as cores do campo. E chorou a alegria enorme de se ver em liberdade. […]

 

Alves Redol

in A Vida Mágica da Sementinha, uma breve história do trigo

 

 
 
 
Granadilha


publicado por Marco Rebelo às 16:22
link do post | comentar | ver comentários (7) | | | favorito

Quarta-feira, 7 de Março de 2012

Março é o mês ideal para a propagação de estaquias de muitas espécies de plantas ornamentais, por exemplo as roseiras ou dos crisantemos; e de muitas espécies frutiferas, caso dos gojis, das framboesas, dos mirtilos, das videiras, etc..

 

A propagação dos vegetais pode ser feita pela reprodução sexuada, ou seja, por sementes, ou pela multiplicação ou reprodução assexuada, no caso das estaquias.

Uma das vantagens da propagação por estacas é que poderemos obter resultados mais rápido, ao contrário das sementes que tornam o processo mais moroso.

 

A estaquia, ou “multiplicação por estacas”, é um método de reprodução assexuada de plantas, consiste no plantio de pequenas estacas de caule, raízes ou folhas que, plantados em meio húmido, se desenvolvem em novas plantas. In “Wikipedia“.

 

No caso dos gojis, aproveitei alguns pedaços mais lenhosos de podas de plantas com cerca de 15-20 cms para utilizar como estacas. Escolhi pedaços das plantas mais robustas, tentando de alguma forma “clonar” os melhores espécimes, já que cada estaca será geneticamente idêntica à planta “mãe”. Mais tarde veremos se terá alguma vantagem.

 

 

 

Plantar estacas em recipientes tem a vantagem, além de ser prático, a de manter uma temperatura mais elevada do substrato, facilitando a aceleração do desenvolvimento das plantas.

 

Neste caso, e á falta de vasos normais, usámos pacotes de leite que são sempre bons para acondicionar plantas temporáriamente, sem gastar dinheiro. Podemos também usar embalagens de outro tipo vazias.

É muito importante não confundir a base da estaca com a ponta, pois se a estaca for enterrada de “cabeça para baixo” não germinará e acabará por secar.

Vão ser regadas regularmente e mantidas á luz solar o maior tempo possivel de horas por dia. Mais tarde poderemos transplantar  estas plantas para um sitio definitivo. Mas por agora só nos resta aguardar...

  
 
tags:
publicado por Marco Rebelo às 18:50
link do post | comentar | ver comentários (3) | | | favorito

Domingo, 4 de Março de 2012
Antes de continuar com as nossas experiências sobre as estacas, e para podermos ficar a saber algo mais sobre este processo, nomeadamente a nível biológico, nada melhor do que lermos um artigo  escrito exclusivamente para o nosso blogue, por quem verdadeiramente sabe desta matéria, pela amiga Márcia Souto, bióloga. Desde já o meu obrigado pela sua colaboração.
Terei muito gosto em poder divulgar mais ideias e informações relacionadas com os temas abordados no nosso blog a quem assim achar algum interesse.
 
Explicação científica do desenvolvimento radicular das estacas de algumas plantas como o Goji
 

"O ambiente ideal para o cultivo de plantas que se reproduzem por estacas, tem que possuir as seguintes características: Uma elevada humidade, luminosidade moderada e temperaturas entre 15 e 25ºC, sendo importante a manutenção da humidade.

As folhas são uma fonte de nutrientes, estes por sua vez são necessários à formação das raízes nas estacas. O alto conteúdo de açúcares e nitrogénio presentes na base das estacas permitem o crescimento radicular das estacas. Os açúcares são sintetizados no processo de fotossíntese, realizado pelos cloroplastos (figura A) presentes nas células vegetais das plantas. Conclui-se que é importante as estacas estarem expostas à luz, pois esta é a energia usada no processo fotossíntetico das plantas, no qual se formam compostos orgânicos (açúcares como a glicose) que vão estimular o crescimento radicular das plantas.

As folhas adultas servem como órgão de assimilação e reserva de carboidratos (açúcares), os quais são cruciais para o sucesso do enraizamento. A preservação das folhas garante a sobrevivência das estacas, tanto pela síntese de carboidratos através da fotossíntese, como pelo fornecimento de substâncias que são importantes no processo de formação de raízes, estimulando a actividade de troca celular, através do fornecimento de factores nutricionais à base das estacas.

 

A duração e a intensidade da luz devem ser suficientes para que a acumulação de carbohidratos seja superior à quantidade consumida pela respiração."
Márcia Souto
Bióloga
 

Figura A: Esquema global da fotossíntese num cloroplasto

 
 
Figura B: Factores abióticos. Características do ambiente físico-químico que influenciam os seres vivos: Luz; Temperatura; Humidade; Tipo de solo.
tags:
publicado por Marco Rebelo às 15:28
link do post | comentar | ver comentários (3) | | | favorito

Quinta-feira, 1 de Março de 2012

A primavera já não tarda e os gojis cá do quintal, apesar do tempo seco que se faz sentir, começam lentamente a sair do estado de letargia causado pelo inverno, notando-se já novos rebentos verdes ao longo dos ramos, adivinhando-se assim, o retomar do crescimento normal destas plantas para muito breve.

Depois de termos conseguido bons resultados com as sementes no ano passado, vamos experimentar este ano a propagação de gojis por meio de estacas.

O goji, á semelhança de outras espécies ornamentais e frutiferas, é uma boa planta para ser reproduzida por estacas, muito embora nem todas as espécies do mundo vegetal  se possam reproduzir desta forma.

Entre outras, a principal vantagem, além da facilidade em fazer a estaquia, é a possibilidade de propagarmos as melhores plantas, conservando as boas caracteristicas da mesma. Mas antes de mais, e para verificarmos se teremos sucesso com esta técnica, foi feita uma pequena experiência envolvendo para isso simplesmente uma pequena estaca de cerca de 15 cms retirada de um ramo lateral e um pequeno frasco de plástico transparente cheio de terra. Se for transparente há a vantagem de podermos acompanhar o progressivo desenvolvimento do sistema radicular da estaca. É muito importante não confundir a base da estaca com a ponta, pois se a estaca for enterrada de “cabeça para baixo” não germinará e acabará por secar. Foi regado convenientemente e mantido o frasco com bastante exposição solar.

 

 

A experiência teve inicio em meados de fevereiro e em pouco mais de 15 dias, tal como comprovam as fotos, a estaca começou a brotar, ganhando novos rebentos verdes e fortes.

Fica a esperança de muito brevemente podermos fazer brotar mais estacas de goji com garantia de que teremos bons resultados.

tags:
publicado por Marco Rebelo às 18:14
link do post | comentar | ver comentários (10) | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
contador de visitas
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


contacto

últimos comentários
Obrigado!É uma boa ideia e parece ser eficaz.Aqui ...
Marco,Única solução é rede anti-pássaro.Há que já ...
Boa noite!Não precisa de ser podada para dar fruto...
Olá sabe me dizer se a goji precisa de ser podada ...
O ideal é apanhá-los quando estiverem com a "capa"...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro