O blogue sobre divulgação, promoção e cultivo de várias espécies de plantas frutíferas pouco comuns em Portugal.

Terça-feira, 21 de Agosto de 2012

As framboesas são uma fruta que faz lembrar o verão. Gosto delas principalmente em batidos simples com leite. Mas há mesmo muita gente que nem sabe o que é, nem que nunca provou este fruto. Tal como as amoras ou os mirtilos, as framboesas não fazem parte dos frutos habitualmente consumidos pelos portugueses. E Portugal até possui das melhores regiões da europa com condições favoráveis ao seu cultivo.

Tal como os maracujás, também já tive framboesas no quintal cá de casa há uns anos atrás. Quem tem ou já teve esta planta em casa sabe que precisa de algum espaço, e como não tenho muito cá em casa, de momento não tenho framboesas. Esta é outra espécie de que vale a pena falar por ser uma planta de fácil trato, que nos recompensa com frutos deliciosos e nutritivos, para isso bastando termos em casa algum espaço.

Sei quem tem alguns pés. A Ana Santos, como não podia deixar de ser, tem alguns no seu quintal. E vai ser ela a contar-nos algumas coisas sobre esta fruta, algumas informações gerais e nomeadamente a experiência que ela tem tido com esta planta.

 

Classificação Cientifica:

 

Reino: Plantae

Divisão: Magnoliophyta

Ordem: Rosales

Familia: Rosaceae

Género: Rubus

Especie: R. idaeus

 

E porque não a framboesa!

por Ana Santos

Agora que é a altura das famosas flores começarem a brotar e mostrar todo o seu explendor...
Ofereceram-me meia dúzia de pés de framboesa ainda pequenos em Abril e resolvi plantá-los e relatar a experiência, mas primeiro há que a conhecer um pouco melhor.
Esta planta é nativa de várias partes da Europa e do Norte da América. Pertence à família da Rosaceae, género Rubus, que se encontra subdivida em 12 subgéneros: Chamaemorus, Dalibarda, Chamaebatus, Comaropsis, Cylactis, Orobatus, Dalibardastrum, Malacholatus, Anoplobatus, Idaeobatus, Lampobatus e Eubatus. As framboesas vermelhas, amarelas e pretas são as mais comuns. 

 

 

Floração e o Fruto

 

As primeiras florescem no Verão após um ano de crescimento vegetativo, após passar por um período de dormência durante o Inverno.

O tamanho e forma do receptáculo determinam o tamanho e forma do fruto. Os grãos de pólen variam em tamanho e número de poros. As flores segregam grandes quantidades de néctar, através de um anel carnudo na margem do receptáculo e dentro do anel de estames, podendo produzir até cerca de 1,4 mg de açucares por dia, e um total de 13 mg de néctar durante todo o período de floração. Este néctar rico e abundante juntamente com o pólen é altamente atrativo para os insetos polinizadores, principalmente a abelha doméstica .

A floração pode ocorrer durante 1 a 3 semanas. A queda das pétalas inicia-se 1 ou 2 dias após a abertura da flor.
O fruto avermelhado é um agregado de drupéolas formado pela junção de um grande número de ovários todos da mesma flor e aderentes a um receptáculo comum.

 

 

Raizes, Caule e Folhas


O sistema radicular da framboesa é fasciculado, desenvolvendo-se na sua maior parte nos primeiros 25 cm acima do solo, constituindo a estrutura perene da planta. As raízes podem apresentar até 20 mm de diâmetro, sendo no entanto a espessura de 3 a 4 mm a mais frequente. As raízes são mais grossas junto à base dos lançamentos. A disposição das raízes no solo é assimétrica, sendo influenciada pela competição entre plantas bem como pela rega e a adubação. É do sistema radicular que todos os anos surgem novos lançamentos.

Normalmente as folhas jovens e as dos ramos de fruto são trifoliadas, apresentando as folhas adultas cinco folíolos.
Os caules da framboesa (lançamentos) são geralmente cilíndricos, podendo ser lisos ou ostentar acúleos semelhantes a espinhos, e pêlos.

 

 

A Cultura em Portugal

 

Em cultura protegida consegue-se produzir framboesa durante praticamente todo o ano nas regiões do litoral alentejano, Algarve e Ribatejo e Oeste.
Na cultura de ar livre, é possível obter produção de framboesa entre Abril e Setembro, em quase todas as regiões, Portugal tem condições para produzir framboesa entre Outubro e Dezembro, período em que nenhum país consegue produzir. Esta é uma das mais valias que faz com que o sector tenha grande rentabilidade, sendo também uma das razões pelas quais as empresas de capital estrangeiros se têm vindo a instalar no nosso país.

Agentes ligados ao sector agricola estimam, para o periodo 2007-2013 um aumento na produção da framboesa de cerca de 300%. Todos os mercados do leste europeu são uma boa aposta para Portugal, pois têm elevados hábitos de consumo e não as conseguem produzir fora de época devido ao clima.

Há centenas de espécies cultivadas, algumas delas são: Heritage (a mais cultivada em todo o Mundo) Autumn Bliss, Himbo-Top, Joan Squire, Polka, etc.

A propagação da planta dá-se principalmente por estacas e por pedaços de raizes mas também podem ser utilizadas sementes.

 

 

Propriedades e utilizações

 

A framboesa, silvestre ou cultivada, tem poucas calorias e é rica em vitamina A, C, em sais minerais como cálcio, ferro e fósforo e fibras.

Pode ser utilizada na culinária no fabrico de polpas, compotas, doces, iogurte, etc.

É uma fruta que se deteriora rapidamente sendo encontrada facilmente congelada.

tags:
publicado por Marco Rebelo às 12:30
link do post | comentar | | | favorito

Olá! Aconteceu-me uma coisa completamente hilariante e´gostava de pedir uma pequena ajuda,

No inicio da primavera plantei umas bagas goji em opinhos com terra. Passado 8/10 dias todos os copinhos começaram a dar uma plantinha verde.
Apenas 3 copihos tinham muitas plantinhas a nascer umas em cima das outras, todos os outros copinhos tinham cerca de 2 a 3 plantinhas a nascer.

Fui regando elas foram crescendo, crescendo... algumas cresceram mais do que outras. Na maioria dos copinhos ficaram depois desse tempo todo, apenas com uma plantinha.

Foi a minha primeir experiencia com as gojiberries e andava feliz da vida até ontem. Uma amigaminha veio cá a casa para levar du plantinhas (que agora estão maiores, algumas mudei para vasos e floreiras), e diz-me "Mas isto parece baldroegas". Fomos tirar a teima na net, e sinceramente parece baldroegas, Será que por uma infeliz coincidencia todos os copinhos tinham sementes de baldroegas? Ou o vento as trouxe..? Não sei.. mas preciso de saber.

Isto foi a coisa mais cómia e triste (ao mesmo tempo) que me aconteceu na minha horta! Quero tanto umas plantas de Goji!

Será que me pode dar um email para lhe enviar umas fotos?
Susana a 22 de Agosto de 2012 às 15:41

Olá!
Pode ter sido alguma terra contaminada com sementes de beldroegas.
Se quiseres podes mandar fotos. O contacto tá no blog e é marcorebelo10@sapo.pt
Marco Rebelo a 22 de Agosto de 2012 às 19:13

Na foto, parece haver muitos ramos, o que, a continuar assim, poderá levar ao "auto-suicidio" da planta. No inverno, corto rente ao chão os ramos que deram fruto e amarro a um arame horizontal, preso a dois postes, cerca de 10 novos ramos (do ano), espaçados um palmo entre si. Estes novos ramos darão a colheita no ano a seguir e serão cortados e assim sucessivamente. A partir de um simples pé, faço isto há mais de 6 anos e tenho muita produção, no norte de Aveiro.
Anónimo a 4 de Outubro de 2012 às 22:26

Olá,
Realmente há muitos ramos, pois essas framboesas apenas têm 5 meses e foram plantadas em Abril.
É a primeira vez que elas estão a frutificar, e não é na altura da frutificação que se deve podar o excesso, li que apenas deviamos aliviar a carga de folhas, mas ao mesmo tempo isso pode provocar arejamento e daí advir doenças e afins.
Li também que a poda não deve ser feita da maneira que aqui relatou, mas se resulta melhor!
Quanto à quantidade para primeira vez não me parece mal de 6 pés tirei até agora umas 350gr, embora ainda tenha framboesas a desenvolver-se.
A qualidade também é muito boa e grande.
Bons cultivos!
Ana Santos a 5 de Outubro de 2012 às 14:58

Eu tenho framboeseiras ha alguns anos e tambem quando podo retiro os caules que deram fruto e deixo os rebentos novos para darem fruto na primavera seguinte,assim asseguro uma framboeseira saudavel e cim bastante fruto...
Ricardo Ferreira a 19 de Setembro de 2013 às 20:15

Nasceu uma mudinha cuidei com carinho e já fazem 8 meses caiu as folhas e brotou de novo espero que de frutos e normal cair as fohas
Anónimo a 12 de Maio de 2016 às 14:51


mais sobre mim
pesquisar
 
contador de visitas
Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

20
22
23
24
25

26
27
28
30


contacto

últimos comentários
Boa noite!Não precisa de ser podada para dar fruto...
Olá sabe me dizer se a goji precisa de ser podada ...
O ideal é apanhá-los quando estiverem com a "capa"...
Tenho pé de pHISALYS, ESTA DANDO FRUTAS GOSTARIA D...
Ola ja e o quarto ou quinto ano que tenho a minha ...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro