O blogue sobre divulgação, promoção e cultivo de várias espécies de plantas frutíferas pouco comuns em Portugal.

Segunda-feira, 11 de Junho de 2012

Ao contrário de algumas frutas que temos acompanhado menos conhecidas, esta de certeza já todos nós conhecemos. São os morangos. É uma espécie muito comum e muito cultivada em todo o mundo, e é frequente vê-la nos nossos quintais.

Por estarmos agora na época deles e por ser uma espécie que merece um destaque especial por produzir frutos deliciosos e suculentos que tanto miúdos como graúdos gostam, vale a pena falar um pouco mais sobre ela. Desta forma procurando também de alguma maneira incentivar o seu cultivo nas nossas casas. Não é necessário muito espaço nem grandes cuidados nem trabalho para podermos ter morangos caseiros.

 

Frutos
 

Os morangueiros que tenho em casa são da espécie "fragaria ananassa" que é uma espécie híbrida (cruzada com várias espécies) muito utilizada na agricultura por ter elevada produtividade e resistência a pragas. São provenientes de um único vaso de três pés adquirido num horto á cerca de 4 anos atrás.

Por ter pouco espaço no quintal coloquei-os em floreiras rectangulares de plástico. Têm a vantagem de a maioria dos frutos ficarem suspensos fora dos vasos evitando a humidade e o ataque de lesmas, caracóis, insectos, etc.

São plantados todos os anos no inicio de Março, aproveitando os "filhos" novos das guias do ano anterior. Há quem recomende que devem ser cortados logo que aparecem para que as plantas ganhem mais força melhorando assim a produção. Pessoalmente pela experiência que tenho não acredito muito nesta teoria. Verifico todos os anos, apesar de produzirem bastantes guias e posteriormente "filhos" a produção de frutos nunca é comprometida, pelo menos de maneira significativa. Evito ao mesmo tempo a compra de novas plantas todos os anos.

 

 Flores e frutos

 

Classificação Cientifica:
 
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Rosales
Familia: Rosaceae
Subfamilia: Maloideae
Genero: Fragaria

 

Originário da Europa, o morangueiro é o nome comum de um conjunto de espécies, com seus híbridos e cultivares, do género Fragaria L., que produz o morango, incluindo um conjunto alargado de espécies e variedades silvestres. Existem mais de 20 espécies do género Fragaria que recebem a designação comum de morangueiro, com ampla distribuição nas zonas temperadas e sub-tropicais.

 

O morangueiro é uma planta de rizoma estolhoso, cujos frutos, ricos em vitaminas são refrescantes e remineralizantes.

 

O fruto, o morango é carnoso, suculento, de sabor levemente ácido. Destaca-se pela vivacidade da sua cor vermelha com as sementes à superfície e uma coroa de folhas no topo do fruto.

 

Esta planta é caracterizada por ter folhas trifoliadas, flores brancas com cinco pétalas separadas de forma oval a cálice com cinco sépalas, reforçadas por um calículo com cinco divisões. O morangueiro é uma planta muito antiga. Com efeito, já o poeta Virgílio a cantava numa das suas éclogas.

 

 

Apesar de possuir numerosas aplicações medicinais, somos, contudo, levados muitas vezes a levantar um processo a esta rosácea pelo facto de após a ingestão desmesurada vermos o nosso corpo cobrir-se de placas de urticária. Acontece que o fenómeno não é grave e indica apenas que a desintoxicação é de tal modo rápida que as toxinas aparecem á flor da pele provocando erupções cutâneas. Há quem diga que a «urticária que surge em individuos alérgicos a este fruto seria facilmente eliminada habituando o organismo a aceitá-lo a pouco e pouco».

 

 

O morango é rico em vitamina C e, por isso, o consumo da fruta evita a fragilidade dos ossos e a má formação dos dentes. Ele também dá resistência aos tecidos, age contra infecções, ajuda a cicatrizar ferimentos e evita hemorragias. O morango também possui, em menor quantidade, vitamina B5, conhecida como niacina. Ela tem a função de evitar problemas de pele, do aparelho digestivo e do sistema nervoso. Na fruta, também é encontrado ferro, que faz parte da formação do sangue.

 

É um pseudofruto, pois na verdade, o verdadeiro fruto são os "pontos pretos" ao redor do morango, porém, todo o útero do morango se torna carnoso e suculento.

 

 
Os morangos podem ser comidos das mais variadas formas, ao natural, com açúcar ou natas, em sumos, batidos com leite, tartes, compotas, geleias, gelados, bolos e semifrios, etc.

 


Bibliografia:

 

Wikipédia, As plantas nossas amigas, enciclopédia das plantas.

tags:
publicado por Marco Rebelo às 17:35
link do post | comentar | | | favorito

Viva
Também tenho algumas floreiras com morangos. Comecei com 4 floreiras, 13 pés e neste momento, passados 3 anos já tenho 39 floreiras. Costumo plantar os filhos mal eles aparecem nas hastes e, quando a nova planta está pegada, separo-a da mãe. Não sei qual a variedade mas tenho a impressão que este ano os frutos são bem mais pequenos. Totos os anos limpo os pés das folhas velhas, sacho a terra e coloco composto para fertilizar. Disseram-me que , no Inverno, tenho que retirar toda a terra das floreiras, misturar composto e voltar a plantar os morangos.

Qual a técnica que usas para teres esses morangos com tão bom aspecto?

Algumas fotos da minha plantação:

http://i234.photobucket.com/albums/ee288/Sansoni7/DSCN4610.jpg

http://i234.photobucket.com/albums/ee288/Sansoni7/DSCN4611.jpg
sansoni7 a 11 de Junho de 2012 às 21:47

Olá tás bom? Os teus morangos também não me parecem com mau aspecto. No inicio de Março tiro toda a terra velha das floreiras. Faço uma mistura de terra daquela que se vende em saco com alguma terra normal do quintal. Costumo usar quase no fundo algum estrume curtido mas não muito. Depois é só plantar os filhos. 4 em cada floreira. Quando estiverem bem pegados, com 15 dias a 1 mês espalho um pouco de adubo azul. A meio do verão novamente. Um abraço!

Viva; está tudo Ok, obrigado.

Plantas os filhos e os «pais» na nova mistura, certo?
Eu nunca mudei a mistura dos meus...só adiciono composto.
Cumprs e até já.
sansoni7 a 11 de Junho de 2012 às 22:19

Só uso os filhos novos. Arranco-os das floreiras e alguns que entretanto chegaram ao chão e reservo-os de parte. As plantas velhas vão para o lixo. Depois de encher novamente as floreiras com a terra, planto as filhos novos.

Ok
Então todos os anos tens plantas novas, certo?

As minhas são todas aproveitadas, daí a «fraca» produção.
Vou ter que alterar a metodologia.

Acho que vou fazer como tu, mas aproveitando as plantas novas e as velhas que estiveram em «bom estado».

Obrigado pelas explicações.
sansoni7 a 11 de Junho de 2012 às 22:39

Todos os anos uso só plantas novas do ano anterior. Não digo que seja melhor nem pior mas sempre fiz assim e sei de pessoas que fazem assim com bons resultados. É uma questão de experimentares. Só uso os filhos porque são tantos que nem tenho necessidade de usar as plantas antigas percebes? Só tenho uma dúzia de floreiras logo é mais que suficiente.
Aqui não explico nada. Só conto a minha experiência. Não sou professor.

Obrigado.
Sim, aqui partilham-se experiências...
Abraço

P.S. Só me dás ideias para me dar mais trabalho... :-) :-)
sansoni7 a 12 de Junho de 2012 às 08:11

olá vc poderia me fazer uma doaçao de mudas de morango ou de sementes é qui moro em rondonia aqui nao vende morango nem tem morango direito vc poderia me ajudar para que eu possa começar a produzir no meu quintao fazendo essa doaçao vo deixar meu email.
caioserafim1@hotmail.com
caio serafim a 13 de Fevereiro de 2013 às 23:26

Olá,
Onde é que mora mesmo?! Não entendi....
Este ano comprei sementes de morango e experimentei semear, mas infelizmente não nasceu nada por semente! O melhor mesmo é comprar uns pés e deixar que eles ganhem guias para ter mais morangueiros.
Cumprimentos.
plantasraras a 10 de Julho de 2013 às 22:19

olá nao teria como vc me arrumar umas sementes de morango dessa especie ?
caioserafim a 8 de Julho de 2013 às 23:29

Sementes de morango caseiro só mesmo arranjar um morango em condições decentes para poder retirar a semente.
Mas a probabilidade de germinação é praticamente nula! Pelo menos eu não consegui ter morangueiros através de semente.
Cumprimentos

eu moro em rondonia aqui nao tem mudas pelomenos nunca vi.
nao teria como vc me arrumar augumas mudas ou sementes de morangos iguais aos seus que nao seja aqueles silvestres.
serei grato boa noite..
caioserafim a 11 de Julho de 2013 às 03:19

Olá,
Não temos a possibilidade de lhe enviar nem sementes nem as próprias plantas.
Como já deve ter reparado não somos um horto! Além disso não teria a garantia de que as plantas chegassem aí como deve ser.
Acho estranho não haver aí nenhum horto com sementes de morangos fresia!
Cumprimentos
plantasraras a 14 de Julho de 2013 às 11:36

Muita copia do wikipédia, e os maracujás roxos nem sequer são plantas raras.
Márcia a 13 de Julho de 2013 às 19:04

Nem os morangos. E depois?

Então e tens os maracujás roxos incluídos no post das plantas raras!
Márcia a 14 de Julho de 2013 às 02:45

Olá Márcia,
Este blog começou por causa de experiências com sementes de plantas raras.
Têm aqui sido relatadas e actualizadas informações acerca delas, como já deves ter reparado (ou não!). No entanto devido à procura e necessidades de quem cultiva e tem gosto por plantas tem sido acrescentada informação sobre plantas no geral.
Afinal estás interessada em algum tipo de planta ou nem por isso?!
Se tiveres alguma coisa de útil para o enriquecimento do blog agradecemos que o partilhes connosco.
Obrigada

Boa tarde,

Tenho reparado perfeitamente que, no teu blogue têm sido relatadas e atualizadas informações acerca das plantas. Mas mantenho a minha opinião quanto aos maracujás roxos, ou seja não são plantas raras. Não estou interessada em nenhum tipo de planta, tenho apenas interesse em ler os textos do blogue.
Se tiver algo de útil para o enriquecimento deste blogue, compartilharei.
Márcia a 14 de Julho de 2013 às 12:43

Acho que há aqui alguma confusão com “blogues” e “posts”. Antes de mais quero esclarecer que este não é um blogue sobre plantas raras.
É sim, e como o título do blogue indica, sobre tudo o que tem a ver com espécies de plantas, especialmente frutíferas, que são menos conhecidas, comuns e cultivadas em Portugal.
Procuro incluir as minhas próprias informações, informações de outros sitios, por exemplo da wikipédia entre outros, além de comentários e opiniões de leitores, etc.
Creio desta forma ser interessante e útil condensar e/ou colecionar o máximo de informação possível sobre este tipo de plantas.

É relativo o facto de o maracujá-roxo ser considerado uma espécie comum ou não em Portugal. Há quem considere que não, mas há quem o que considere que sim. Isso não é importante.
O cultivo não é comum. Por isso para mim faz todo o sentido falar dele neste blogue.
É sobretudo uma espécie interessante por possuir algum potencial de cultivo em Portugal e de não encontrarmos maracujá nacional facilmente á venda nos supermercados. E por último por ser uma fruta saborosa claro. Viva o maracujá!


Não há confusão não senhora entre blogue e post, que eu vi muito bem o post do maracujá roxo incluído no grupo das plantas raras. Quanto ao teu esclarecimento
sobre a raridade do maracujá roxo ser relativa, estou esclarecida com essa explicação e a podias ter especificado no post.
Obrigada.
Márcia a 14 de Julho de 2013 às 15:25

Boa tarde,

Estou a fim de adquirir sementes de morangos negros e azuis. Tenho que germinar as sementes fora do vaso? No sol ou escuro? Elas tem que ir para geladeira antes?
Com quanto tempo dão moranguinhos?
Agradeceria muito se me tirasse essas dúvidas, sou nova neste plantio.

Obrigada!
Sandra a 2 de Outubro de 2013 às 17:15

Semeia simplesmente num vaso e depois quando estiverem crescidas transplanta-as para o local definitivo. Não precisam de geleira e depois de semeadas convém apanharem sol para poderem germinar.
Dependendo da espécie, geralmente nascem durante a primavera e dão frutos durante o verão.

Muito obrigada, farei dessa forma!
Sandra a 7 de Outubro de 2013 às 12:11

oi sou do Pará e consegui cultivar morango da semente. não e muito fácil mais vale apena todo o trabalho.
Fabiano a 20 de Outubro de 2013 às 21:08

Pelo muito que tenho lido sobre o tema, os morangos podem aguentar até dois anos de produção, tem é que ser limpos de filhos e folhas velhas deixando basicamente as folhas novas junto ao "olho", as plantas "velhas" podem ser replantadas terão é que ser limpas, deixando só o "olho" e as raízes desbastadas e cortadas ficando só com cerca de 10 a 12cm de comprimento, isto falo pelo que leio em tudo o que é literatura sobre o assunto, para tentar iniciar a actividade no próximo ano, também as qualidades têm muita importância tanto em termos de produção quantidade e época, sendo que existe entre Maio e Junho e outras para Julho , Agosto e Setembro , esta actividade está muito desenvolvida na Holanda onde a informação é muita e variada.
carlos carias a 7 de Fevereiro de 2014 às 13:41

Boa tarde, esses morangos fragaria ananassa, são os morangos gigantes, mais conhecidos por morangos maxim?! Se sim, pode-me indicar o horto onde adquire? Muitos obrigado
Francisco Medeiros a 24 de Maio de 2014 às 22:37

Olá! Estes morangos não são dos gigantes. São do tamanho normal.


mais sobre mim
pesquisar
 
contador de visitas
Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15
16

18
19
21
22
23

24
25
27
29
30


contacto

últimos comentários
Ola ja e o quarto ou quinto ano que tenho a minha ...
Interessante. Fica a ideia. Obrigado!
Ainda bem que gostas :D
Tenho uma exploração e tenho alguma dificuldade na...
Uma ideia: Orelhinhas de maracujá roxo https://com...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro